04/11/2019 09h48

Governo do Estado assina acordo de cooperação com Universidade do Minho e TecMinho, em Portugal

Foto: Giovani Pagotto/Governo-ES

O governador Renato Casagrande assinou, nesta segunda-feira (4), um acordo de cooperação com a Universidade do Minho e a Associação Universidade-Empresa para o Desenvolvimento (TecMinho), na cidade de Guimarães, em Portugal, durante missão oficial do Governo do Espírito Santo ao país europeu. O acordo visa promover o desenvolvimento científico, a inovação tecnológica e o empreendedorismo entre as partes envolvidas.

Entre os resultados esperados pela cooperação estão o incentivo à mobilidade estudantil entre as instituições de ensino superior capixabas e a Universidade do Minho, por meio do fomento ao empreendedorismo e a criação de startups; o apoio a atividades conjuntas entre pesquisadores do Estado e a instituição de ensino portuguesa; bem como o apoio ao desenvolvimento de competências das três partes em áreas consideradas relevantes.

A cooperação será gerida pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional (Secti), pelo reitor da Universidade do Minho e pelo presidente da Direção da TecMinho. A duração do acordo é de três anos, sendo possível uma renovação pelo mesmo período.

Para o governador Renato Casagrande, o Espírito Santo pode se tornar referência na prestação de serviços públicos com a utilização de tecnologia, como ocorreu em Portugal.

“Queria dar os parabéns a Universidade do Minho. Tomamos a decisão de vir à Portugal para compor um trabalho de conhecimento forte no que o país tem feito no desenvolvimento tecnológico. Os investimentos feitos na educação, na inovação, na desburocratização, deram uma projeção forte ao país. Queremos fazer uma integração forte com as instituições portuguesas para que possamos seguir esse exemplo. Construir esse tipo de relação é importante para que possamos tornar nosso Estado cada vez mais forte e competitivo. A partir da assinatura desse protocolo vamos montar um grupo de colaboradores para que possamos dar efetividade nas ações práticas”, comentou o governador.

A secretária de Ciência e Tecnologia, Cristina Engel, ressaltou que a cooperação irá ampliar a mobilidade estudantil e propiciar a troca de experiências entre a academia e sociedade.

“Nós estivemos na Universidade do Minho antes e a TecMinho demonstrou interesse e propôs ser solidária com o Governo do Estado para nos auxiliar na implementação das estratégias que eles usam para fazer esse ‘meio de campo’ entre a Universidade e a sociedade. Nós queremos também que a mobilidade estudantil entre a instituição e os estudantes capixabas seja ainda mais simples a partir da assinatura do acordo de cooperação”, adiantou.

Cristina Engel destacou ainda que contribuir para a formação dos estudantes portugueses também é uma expectativa dessa troca propiciada pelo acordo. “Nós também queremos o oposto. Queremos que estudantes portugueses também venham para o Espírito Santo. Para isso, nós temos muitos laboratórios equipados que podem receber esses estudantes”, disse a secretária.

O reitor da Universidade, Rui Vieira de Castro, apontou a importância do acordo para a instituição. “É mais um passo que damos para nos consolidarmos como protagonistas. Acordos como este nos dá responsabilidades maiores e oportunidades únicas. É como muito gosto que o recebemos e gostaria de destacar a importância em firmar compromissos como este. O desafio maior sempre é o da tradução concreta do que estamos assinando hoje. Tenho certeza que teremos bons resultados”, afirmou.

A comitiva capixaba é integrada também pelo secretário do Governo, Tyago Hoffman, e pelo diretor-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), Denio Rebello. Também participaram o deputado federal, Ted Conti, e o vereador de Vitória, Max da Mata. O grupo foi recebido ainda pelo pró-reitor da Universidade, Filipe Vaz, pelo diretor geral, Filipe Soutinho, e pelo professor Luís Bragança.

Universidade do Minho e TecMinho

A Universidade do Minho é uma das instituições de ensino superior portuguesas de maior destaque em rankings internacionais. Na edição deste ano da “University Impact Rankings”, da Times Higher Education (THE), que avalia o impacto social e econômico de mais de 450 universidades no cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas (ONU), a universidade portuguesa se destacou entre as 100 melhores colocadas.

Já a TecMinho, uma instituição da Universidade do Minho, possui a missão de promover a ligação entre a produção da Universidade com a sociedade, especialmente nas áreas de Ciência e Tecnologia, com o intuito de contribuir para o desenvolvimento regional.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação do Governo
Giovani Pagotto
(27) 98895-0843

Assessoria de comunicação da Secti
Samantha Nepomuceno
(27) 3636-1822 / (27) 3636-1819
samantha.goncalves@secti.es.gov.br / comunicacao@secti.es.gov.br

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard