10/07/2019 16h56 - Atualizado em 10/07/2019 17h51

Egressos do sistema prisional concluem cursos do Programa Qualificar ES

Na formatura, os novos profissionais receberam o certificado das mãos da vice-governadora Jaqueline Moraes.

Quarenta e seis egressos do sistema penitenciário do Estado, participantes do Programa Qualificar ES receberam os certificados de conclusão de curso, na manhã desta quarta-feira (10). Com a presença dos familiares, eles participaram da solenidade de formatura, que aconteceu no auditório da Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa), em Vitória. A vice-governadora Jaqueline Moraes esteve presente no evento e cumprimentou os novos profissionais.

Também participaram da solenidade a secretaria da Ciência e Tecnologia, Cristina Engel; a subsecretária de Ressocialização da Sejus, Roberta Ferraz; entre outras autoridades. Os formandos concluíram cursos de Empreendedorismo, Auxiliar de Estoque, Informática Básica, Decoração de Festa, Maquete de Bolo e Técnica de Vendas.

Os cursos de qualificação foram ofertados pelo Escritório Social, órgão vinculado à Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), em parceria com a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional (Secti).

A vice-governadora iniciou sua fala dando um conselho aos formandos: “Como é bom ver vocês aproveitando essa oportunidade. Não pensem que será muito fácil agora. Mas, a forma como se verão a partir de agora é muito importante. Eu fui camelô durante 15 anos da minha vida. Depois da morte do meu pai, eu armava minha barraca de manhã e fechava a tarde. E fiquei indignada com a marginalização do trabalho informal. Eu tinha uma filha, sustentava minha casa e tinha um carro velho comprado com o dinheiro da barraca. Então eu não aceitava a marginalização”, disse.

Jaqueline Moraes destacou a importância da profissionalização no processo de ressocialização dos egressos. “Vocês, formandos, não aceitem a marginalização. Vocês já passaram por tudo que tiveram que passar e, agora, precisam se ver como pessoas ressocializadas, com novos conhecimentos. É assim que devem se olhar. Egressos do sistema prisional, mas hoje ressocializados. Nós acreditamos e apostamos nessa mudança e vocês precisam querer mais”, lembrou.

Oportunidades para reintegração social

A secretária da Ciência e Tecnologia, Cristina Engel, destacou que os temas dos cursos são voltados especialmente para potencializar a oportunidade de inserção dos formandos ao mundo do trabalho, seja por empregabilidade seja pelo empreendedorismo.

“Dos títulos que possuo, o que eu mais me orgulho é de ser professora, e o que me dá mais prazer é participar dessas solenidades de formatura. Nós procuramos fazer um trabalho integrado – Secti, Sejus e CEET Vasco Coutinho – para oferecer a vocês as melhores possibilidades de se qualificarem e de se inserirem na sociedade de forma digna. Gostaria especialmente de parabenizar os formandos e suas famílias: vamos ficar na torcida e, sempre que possível, dar apoio para que o caminho de vocês seja de sucesso. Afinal, o sucesso de vocês é o nosso sucesso também”, enfatizou a secretária.

Para a subsecretária de Ressocialização da Sejus, Roberta Ferraz, a parceria entre órgãos públicos potencializa o sucesso da iniciativa. “Nós sabemos que a pessoa que passou pelo sistema tem um estigma, sofre com um preconceito quando retorna à sua comunidade e ao mercado de trabalho. Na Sejus, coordenamos um serviço, através da Gerência de Reintegração Social e Cidadania, o Escritório Social. O programa atua em diversas frentes sociais, como documentação, apoio psicológico, intermediação de mão de obra e qualificação, visando à integração dessas pessoas que passaram pelo sistema. Tudo isso conectado ao nosso projeto maior, que se inicia na própria unidade, com a oferta do Ensino Fundamental e Médio e do trabalho, para ajudar o apenado a resgatar seus valores e construir uma nova jornada”, afirmou.

Formandos

Adilson Araújo Lima é um dos formandos. Hoje, ele ressalta que o período que passou no sistema prisional lhe ajudou a planejar o futuro. “Eu escolhi deixar as coisas ruins para trás. Só trouxe comigo as coisas boas que o sistema prisional me ofereceu: os erros ficaram no passado. Acredito que precisamos modificar tudo em nossa vida. Desde que sai e conheci o Escritório Social já fiz dez cursos no CEET Vasco Coutinho. Hoje recebo o certificado do 11º curso, o de empreendedorismo, e já aplico o que aprendi. Abri meu negócio, legalizado e com alvará da prefeitura. Estou me organizando para ampliar. É importante para nós ter esse apoio, bem como o da família, e saber aproveitar as oportunidades que surgem, como os cursos ofertados pelo governo.”

Maria Amália dos Santos é mãe de um egresso e formanda no curso de maquete de bolos. Ela conta que já está trabalhando com esse serviço. “Após meu filho ser preso fiquei triste, estava entrando em um quadro de depressão. Depois que ele saiu, conheci o Escritório Social e fui acompanhada pela equipe. Eu acho que essa capacitação é uma oportunidade para as pessoas não voltarem a cometer os mesmos erros. Sem oportunidades não tem como o egresso e seus familiares terem um novo recomeço.”

Escritório Social

Inaugurado em abril de 2016, o Escritório Social é um dos eixos do Projeto Cidadania nos Presídios, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O local é voltado ao atendimento dos egressos do sistema penitenciário e de seus familiares, visando ao auxílio na reintegração e convívio na sociedade.

Os ex-detentos são atendidos por uma equipe multidisciplinar, que define um plano individual de reintegração social para cada um deles. A partir da elaboração desse plano, os egressos poderão contar com orientação vocacional, encaminhamento para serviços de assistência à saúde, psicossocial, qualificação, capacitação, encaminhamento profissional e educacional, de acordo com suas necessidades.

Segundo o coordenador estadual do Justiça Presente do Conselho Nacional de Justiça, David Anthony Gonçalves Alves, o trabalho desenvolvido no Escritório Social no Espírito Santo é referência nacional.

“Essa é uma iniciativa que está sendo ampliada para todos os entes federativos com algumas configurações e pautada no molde de sucesso alcançado no Espírito Santo. Essa formatura é um exemplo claro de que a cooperação institucional dá certo e dá resultados”, destacou.

 

Informações à imprensa:

 

Assessoria de Comunicação da Vice-Governadoria

Íris Carolina Miguez

(27) 3636-1446

Iris.carolina@vice.es.gov.br 



Assessoria de Comunicação da Sejus

Sandra Dalton / Karla Secatto

(27) 3636-5732 / (27) 99933-8195 / (27) 98849-9664

imprensa@sejus.es.gov.br



Assessoria de Comunicação da Secti

Samantha Nepomuceno

(27) 3636-1822 / 3636-1819

samantha.goncalves@secti.es.gov.br

 

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard