25/10/2019 18h17

16ª Semana Estadual de Ciência e Tecnologia recebe expositores e visitantes de todo o Estado

Evento recebe 112 projetos técnico-científicos de estudantes de Ensino Fundamental, Médio e Superior. 

O primeiro dia da 16ª Semana Estadual de Ciência e Tecnologia foi repleto de atividades. O evento, que teve início nessa quinta-feira (24) e segue nesta sexta-feira (25), Centro Estadual de Educação Técnica (CEET) Vasco Coutinho, em Vila Velha, recebe 112 projetos técnico-científicos, além de palestras e oficinas relacionadas ao tema “Bioeconomia: Diversidade e Riqueza para o Desenvolvimento Sustentável”. 

As exposições são realizadas por estudantes da Rede Estadual de ensino, por meio da Feira Estadual de Ciências e Engenharia do Espírito Santo (Fecieng), e de instituições de Nível Superior públicas e privadas do Estado. 

O projeto “A água desse rio é boa? Quem vive nele te conta!”, exposto por alunos de Ciências Biológicas da UVV e coordenado pelo professor Marcelo Moretti, por exemplo, analisa a qualidade da água de bacias hidrográficas a partir da biodiversidade de insetos existente nesse ecossistema. 

O estudante Marcos Antônio Ferraz, que participou do projeto, defende que o estudo se torna ainda mais importante por verificar a qualidade da água doce acessível para utilização, que representa cerca de 0,5% do volume total de água do planeta, de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU). 

“Todo mundo depende de água, só que pouca gente cuida dela e tem essa sensibilidade no tratamento. A nossa ideia é mostrar para a população a importância da conservação da água doce, que representa uma pequena porcentagem do volume de água do planeta. A existência dos insetos é uma ferramenta para a gente acompanhar a qualidade da água”, diz. 

Entre os outros projetos que despertaram grande interesse do público, estão os de Robótica, apresentados por alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental da Prefeitura de Vila Velha. Os trabalhos foram desenvolvidos nas escolas em que o Núcleo de Ensino de Robótica (Nero) da cidade atua. 

Para o professor Marcelo Aluisio de Oliveira, coordenador de projetos de robótica de alunos do 5ª ano da Unidade Municipal de Ensino Fundamental (Umef) Izatina Almeida Fernandes, o contato com projetos científicos já nos primeiros anos de idade estimula a curiosidade dos estudantes. 

“O contato deles com esses projetos é importante para que eles tenham curiosidade de desenvolver coisas novas. Nosso país precisa de inovações tecnológicas e o futuro está na mão dessas crianças”, defende. 

O professor conta ainda que já observa efeitos positivos no aprendizado das crianças. “São efeitos empíricos que eles mesmos não percebem. Eles descobriram lugares altos e baixos, começaram a falar de geografia, do posicionamento das coisas, que atrito é importante, conheceram formas geométricas e desenvolveram pensamento lógico-matemático. Tudo isso de forma lúdica, uma forma em que eles estavam lá brincando”, explica. 

Estudantes de escolas do interior também marcaram presença no primeiro dia do evento. O professor Leonardo de Castro, da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Felício Melotti, de São Roque do Canaã, foi um dos responsáveis por trazer turmas da escola à 16ª Semana C&T, e defendeu a participação de alunos do interior no evento. 

“A visita dos alunos, principalmente do interior, é um incentivo na medida em que eles passam a ter contato com experimentos que não teriam na região onde moram. Muitos projetos daqui eles podem levar para o interior, pois se aplicam na região deles. Isso pode estimular a pensar em soluções para a própria cidade em que eles moram”, declara. 

A estudante da EEEFM Bananal, do município de Rio Bananal, Raissa Casagrande, destaca que a visita ao evento despertou seu interesse em participar como expositora em sua região. “A gente, que é de outra escola e vem para cá, vê projetos e sente vontade de expor eles na nossa região. Estou achando maravilhosa essa feira, porque é uma coisa inovadora e com muitas ideias diferentes do que estou acostumada a ver.” 

Nesta sexta-feira, além das palestras, oficinas, serviços e exposição de trabalhos técnico-científicos, também ocorre a premiação dos três projetos de maior destaque durante a 16ª edição da Semana. 

Texto: Jonathas Gomes 

Informações à Imprensa

Assessoria de comunicação da Secti

Samantha Nepomuceno

(27) 3636-1822 / (27) 3636-1819

samantha.goncalves@secti.es.gov.br

comunicacao@secti.es.gov.br

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard